Plano de aula de inglês para crianças: 10 perguntas essenciais para começar o ano letivo

Plano de aula de inglês para crianças:  10 perguntas essenciais para começar o ano letivo

Professores de inglês para crianças sabem: não tem nada mais trabalhoso do que fazer um bom plano de aula de inglês. São horas dedicadas a encontrar a música certa, o trabalhinho de arte que combine habilidades e materiais acessíveis aos pequenos… quantas horas você já gastou preparando aulas? Quantos fins de semana já perdeu trabalhando?

E ensinar crianças que ainda não leem em inglês é um desafio dobrado. As atividades devem ser de curta duração, usando todos os sentidos e muita energia.

Mas como fazer um plano de aula de inglês para crianças entre 3 e 7 anos de idade sem perder tanto tempo e de forma que você preserve seus fins de semana, sua saúde e sua vontade de continuar na profissão?

Eu sou professora de inglês há 21 anos e mais da metade desse tempo eu trabalhei com crianças de até 7 anos, os chamados Very Young learners.

Nos primeiros anos eu perdi as contas das vezes que eu pensei em desistir desse grupo.

Eu saía das aulas exausta. Mesmo com o treinamento que eu tinha, com o conhecimento que eu tinha de desenvolvimento infantil, quase nada que eu fazia parecia funcionar. Eu improvisava o tempo todo. Eu não me sentia apoiada pela escola com os materiais que eu precisava.

Eu não sabia como incluir os pais no processo, eu inclusive achava que os pais não estavam nem aí.

Eu penava muito pra organizar as apresentações de fim de ano ou reuniões de pais, eu não achava que estivesse fazendo um bom trabalho.

E ainda assim, eu ficava horas planejando aula para aquelas turminhas. Horas! Na hora de planejar aula era aquela busca maluca por atividades. Nada servia, nada parecia bom, eu sempre queria adaptar mesmo antes de testar. Horas na internet.

E, ainda assim, o que eu planejava normalmente acabava nos primeiros 20 minutos. Aí era no improviso, rezando pro tempo passar e aquela aula acabar. Acabava e eu jurava que a próxima ia ser melhor. Eu sabia que precisava achar uma forma mais eficiente, menos cansativa. Tinha que ter um jeito de ensinar mais e me cansar menos.

Depois de nódulos vocais, dermatites alérgicas e tudo o mais que o estresse pôde me oferecer, decidi repensar minha carreira e passei o feriado natalino daquele ano planejando o ano seguinte.

Foi, definitivamente, a melhor coisa que eu poderia ter feito. A partir daquele ano minha carreira decolou e agora eu posso dizer que gasto um terço do tempo que costumava preparando meus planos de aula de inglês.

Mas o que foi que eu fiz que facilitou tanto meu planejamento? Plano de aula de inglês anual.

Eu criei um esboço do ano letivo para cada uma das minhas turmas, baseado nos eventos mais importantes (festivais a celebrar com as crianças, reuniões de pais) e no número de sessões que estavam programadas. Quer experimentar?

As dez perguntas que precisam ser feitas para chegar a esse esboço são:

  1. Quantas sessões você vai dar esse ano? Qual a duração de cada sessão?
  2. Quais temas/tópicos você vai ensinar? Quais trabalhinhos de arte você vai oferecer relacionado a cada tópico?
  3. Qual livro didático você vai usar, se é que vai usar algum? Quais livros de histórias você vai usar? Quais vídeos?
  4. Quais canções de rotina você vai usar?
  5. Quais festivais você vai celebrar com os alunos? Algum projeto que integre outras matérias (cross-curricular)?
  6. Quando e como você vai se comunicar com os pais? Por e-mail, cartas, recadinhos através das crianças?
  7. Como você envolverá os pais no processo? Projetos para casa? Visita, reunião, exibição de arte, passeio? Datas?
  8. Como os trabalhinhos dos alunos serão guardados para serem acessados no futuro? Quais eles vão levar para casa?
  9. Como você vai anotar/ arquivar o progresso dos alunos para o boletim final? Diário? Post its? Computador?
  10. Como você vai manter a direção da escola informada dos seus projetos e eventos? Quais materiais e livros você vai precisar que a escola disponibilize para você? Vai precisar da cozinha, auditório, etc? Quando, exatamente?

Tudo isso precisa estar decidido desde o começo do ano. Talvez você já tenha tudo isso decidido desde o ano passado, mas os resultados não tenham sido tão bons. Talvez falte comunicação com os pais, os procedimentos para organizar eventos fiquem para a última hora, falte os materiais que você precisa, os livros que você gostaria de usar não estão disponíveis ainda. Talvez seja hora de mudar algumas coisas.

É no começo do ano que você precisa apresentar novas ideias para a escola, detalhadamente estruturadas, e pedir o que você precisa. Cada escola é um mundo e você pode até não conseguir as coisas de que precisa. Nesse caso você vai precisar se adaptar, mas quanto antes souber o que tem disponível, mais rápido poderá buscar alternativas.

Agora é fazer seu calendário anual. Numa folha de papel, tenha uma tabela com os meses, as semanas e as sessões de inglês com aquela turma. Anote os principais eventos e tópicos para cada sessão. Esse esquema simples já vai servir como guia para seu planejamento e te economizará horas e horas no decorrer do ano na hora de planejar cada sessão. Uma coisa eu te aconselho: jamais entre em sala sem ter um plano de aula de inglês em mãos. Planejamento é a base de uma aula produtiva e “stress free”.

Baixe gratuitamente o E-BOOK 12 Canais do YouTube que todo professor de inglês para VYL deveria conhecer.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *