Assistir Baby Shark é tudo que seus filhos precisam para falar inglês?

Assistir Baby Shark é tudo que seus filhos precisam para falar inglês?

Assistir Baby Shark ajuda meu filho(a) a aprender inglês? Muitos artigos na internet sobre ensino de inglês para crianças em casa sugerem sites e vídeos infantis. Existe uma infinidade de recursos gratuitos disponíveis que se tornaram muito populares entre as crianças, entre eles o adorável Baby Shark. Mas assistir Baby Shark e vídeos do tipo é suficiente para que seu filho(a) pequeno(a) aprenda inglês?

Existe um mundo além do Baby Shark

Sim, existe um mundo além do Baby Shark. Mas, primeiramente, se por alguma razão você ainda não conhece esse vídeo/canção, deixe-me apresentá-la. Baby Shark é um produto da Pinkfong que, por sua vez, é a marca infantil da startup coreana SmartStudy Co. O vídeo Baby Shark virou hit em 2016 e, no momento que este artigo estava sendo escrito, já contava com mais de 4 bilhões de views! Isso sem contar as outras inúmeras versões disponíveis online.

É inegável o apelo que esse vídeo tem entre as crianças. Assistir Baby Shark é tarefa diária em várias casas que conheço e meus alunos entre 3 e 6 (very young learners) cantam a música diariamente. Apesar de já estarem enjoados de tanto ouvi-lo, muitos pais se alegram de estarem expondo seus filhos a um vídeo em inglês. Mas assistir a vídeos como esse é suficiente para que a criança aprenda inglês?

Como ensinar inglês em casa para seus filhos de 3 a 6 anos de idade usando a filosofia montessoriana.

10 Dicas para ensinar inglês em casa para very young learners

Existem muitos outros recursos online para expor as crianças a língua inglesa além de assistir Baby Shark. Eu tenho uma lista da qual me orgulho que inclui Super Simple Learning, Illuminated Films e Barefoot Books, para citar alguns.

No entanto, sempre que recomendo esses recursos para pais ávidos por proporcionar o bilinguismo a seus pequenos, faço algumas recomendações. Essas recomendações vão além do uso de recursos online. Isso porque vejo que quanto mais os pais participam da brincadeira, mais os filhos aprendem.

Pensando nesses pais e em milhares de outros que gostariam de ajudar seus filhos, preparei 10 dicas de como ensinar seu filho(a) de 3 a 6 anos de idade a aprender inglês em casa.  Vamos a elas:

1 – Prepare um cantinho do inglês

Para ensinar inglês em casa, uma das primeiras providências a se tomar é escolher um cantinho pra chamar de seu. Podemos chamá-lo de The English Corner. Aí ficarão os materiais utilizados e os trabalhinhos produzidos nas sessões. Escolha dois possíveis cantos na casa e peça a criança que decida entre eles. Dessa forma ela se sente envolvida no processo desde o início, o que gera maior engajamento.

2 – Separe um horário do dia/semana para brincar em inglês

Qualquer tempo que você está com seu filho(a), seja aprendendo inglês ou brincando de qualquer outra coisa é muito precioso. A criança dessa idade valoriza muito esse tempo com você e vai estar aberta as suas sugestões de brincadeira. Por isso acredito que pais e cuidadores sejam os melhores professores para crianças dessa idade. Mesmo que você não fale só em inglês com a criança, se vocês separarem meia hora três vezes na semana para brincarem em inglês, você já terá resultados.

3 – Prepare atividades artísticas relacionadas ao vídeo assistido

Complementar um vídeo com uma atividade manual pode aumentar muito as chances de a criança absorver o vocabulário apresentado… além de ser muito divertido e desenvolver a coordenação motora fina. Escolha um aspecto do vídeo e prepare um desenho ou atividade baseado nele.

Por exemplo: após assistir Baby Shark, sugira a criança que pinte o mar (onde o baby shark vive com a família) com muitos peixinhos. Algumas ideias de atividades são: pintar usando cotonetes, as próprias mãos e garfos descartáveis; desenhar usando lápis-de-cera, de cor ou canetinhas; fazer modelos usando massinha e colagens usando materiais naturais como folhas, areia e algodão.

4 – Aprenda a cantar e a dançar as músicas favoritas dele(a)

Isso mesmo! Capriche na pronúncia, solte a voz e mexa o corpo como se não houvesse amanhã! Cantar e dançar com as crianças é uma atividade sem contraindicações… e excelente para estimular o uso do novo idioma. Saiba que eles, especialmente nessa idade, dificilmente vão te julgar por uma nota fora de lugar.

5 – Crie brincadeiras multissensoriais

Não existe “dar aula pra criança”. Você não se senta com a criança e é o centro das atenções, como nas escolas tradicionais. Criança não aprende assim. Para que ela aprenda, ela precisa experimentar o novo item através de todos os sentidos.

Por exemplo: se você quer ensinar frutas em inglês para a criança, apresente as frutas e dê os nomes em inglês (audição e visão) e peça à criança que identifique cada fruta pelo sabor e/ou pelo tato, usando uma venda nos olhos. Lembre-se sempre que, se a criança não estiver se divertindo, ela não está aprendendo.

6 – Experimente falar em inglês cozinhando com a criança

No horário do Inglês, um dia desses, convide a criança para fazer uma salada de frutas (ou uma pizza!) com você. Fale em inglês todo o tempo. Deixe que ela toque, cheire e prove os ingredientes. Assim, ela vai estar absorvendo a língua em um contexto real e de maneira natural e gostosa.

7 – Tenha um fantoche ou bicho de pelúcia que só fale em inglês

Eu sempre me surpreendo com o poder desse recurso. Dar vida a um brinquedo segue sendo encantador para as crianças de todas as idades e revelador para os adultos. E ainda uma maneira divertida de estimular a criança a falar inglês. Lembre-se que o boneco só entende inglês. Sendo assim, comece um diálogo com ele em inglês e sugira a criança que faça perguntas.

8 – Abuse do bom-humor

Rir é muito bom e, diferentemente do que muita gente pensa, não significa falta de foco. A criança que ri durante uma sessão de inglês está associando á língua bons momentos, boas recordações. Abuse das caras e bocas, faça vozes engraçadas quando for repetir as palavras. Você, melhor que ninguém, sabe o que fazer para ganhar um sorriso do seu pequeno(a).

9 – Tenha persistência e paciência

Tenha um cantinho e um horário semanal/diário para suas sessões de inglês. Vocês cantarão juntos, jogarão juntos em inglês e, nos primeiros meses, essa será provavelmente a única maneira de ouvi-lo(a) falar. Dependendo da idade e da frequência das sessões, isso pode demorar um ano ou mais. Persista. Desde que as atividades estejam prazerosas e você esteja notando engajamento e entendimento da parte da criança – ela pega os objetos pedidos e executa as ações que você sugere em inglês – o processo está funcionando.

10 – Busque inspiração e mantenha-se informado(a)!

Sites como o Very Young Learners, Pinterest e Super Simple Learning tem inúmeros recursos para quem quer ensinar inglês em casa de forma divertida. Comece a se informar e preparar seu plano de ação.

Aqui inclusive, você tem aulas semanais gratuitas criadas para pais que querem melhorar o nível de inglês antes de começar a ensinar.

Se você leu esse artigo até aqui é porque está comprometido(a) a presentear seu filho(a) com conhecimento e diversão. Ensinar inglês brincando é uma ótima maneira de fazer isso. Agora é começar!

Faça o teste e descubra se você tem o conhecimento linguístico necessário para começar a ensinar inglês para seus filhos de 3 a 6 anos em casa.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *